sexta-feira, 27 de abril de 2018

Cinco coisas que você não deve postar no Facebook; entenda


1. Discurso de ódio

Nesta categoria são abordados todos os conteúdos que promovam intimidação e exclusão dos usuários. O Facebook considera discurso de ódio o ataque verbal a um indivíduo baseado em sua raça, etnia, nacionalidade, filiação religiosa, orientação sexual, sexo, gênero, identidade de gênero, doença ou deficiência grave. Essa proibição é justificada pela rede social pelo medo de que as ameaças sejam concretizadas fora da Internet.

2. Comportamento violento e criminoso

Engloba temas considerados violentos ou criminosos perante à sociedade, como organizações ou indivíduos terroristas, ódio organizado, assassinos em série ou em massa, tráfico humano e violência organizada ou atividade criminosa. O Facebook também proíbe a divulgação de crimes violentos, roubos e fraudes. Por outro lado, a rede social permite um diálogo construtivo e equilibrado sobre o assunto. A plataforma repudia, ainda, a comercialização de drogas não medicinais, medicamentos e maconha, além da compra, venda, doação, permuta e transferência de armas de fogo, inclusive peças de armas e munição.

3. Segurança

Aqui, tratam-se de questões mais delicadas, como assédio, nudez infantil e exploração sexual de crianças. Quando a publicação se encaixa nessas duas questões, em especial, o Facebook informa que denuncia o conteúdo e seu devido usuário ao National Center for Missing and Exploited Children (Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas). A rede social ainda menciona que, apesar das boas intenções, o site também orienta pais a não postarem imagens de seus filhos nus.

Os Padrões da Comunidade também não permitem tráfico, coerção e atos sexuais de adultos sem consentimento, como nudes e atividades sexuais filmadas. O Facebook oferece instruções de como denunciar ou reportar qualquer usuário da rede que se comporte de maneira inapropriada com outro participante. Outro assunto não tolerado na rede social é o bullying, prática caracterizada por denegrir e humilhar o usuário. O Facebook conta com o Centro de Prevenção de Bullying, que tem como objetivo orientar todas as partes envolvidas no caso: agressor, agredido e responsáveis.

4. Integridade e autenticidade

A rede social condena a prática de spam para enganar usuários e conseguir curtidas, seguidores ou compartilhamentos. Além disso, a plataforma está constantemente modificando o algoritmo do Feed de notícias para reduzir a divulgação de notícias falsas e manter deixar os usuários informados o melhor possível. O Facebook também determina que os usuários usem seu verdadeiro nome no perfil para ajudar a tornar a rede social mais segura e confiável.

5. Propriedade intelectual

Os Padrões da Comunidade não permitem conteúdo que viole a propriedade intelectual, como o uso indevido e não autorizado de direitos autorais e de marca comercial, para promover o seu perfil ou página no Facebook.

Os Termos de Serviço com que os usuários concordam ao se cadastrarem também informa que plágio é terminantemente proibido na rede social. O Facebook aconselha que o usuário, antes de postar um conteúdo pertencente a outra pessoa, certifique-se de que tem autorização para tal.

Com informações do Facebook
Share:

Vereador Josenildo Amorim

Vereador Josenildo Amorim

Mercadinho Oliveira

Bina Acessórios & Variedades

Sabor La Citta

Visótica

JP Veículos

Rogério Confecções

Esmaltadas de Haila

Multivel Veículos

Multivel Veículos

Farmácia A Laranjinha

UniNet

Varejão Supermercados Vicência-PE

MAD - Bolos & Doces

Flor de Lis

Farmácia São Sebastião

Farmácia São Sebastião

New Net Provedor de Internet

New Net Provedor de Internet

Loteamento Santa Helena

Loteamento Santa Helena

Beleza Express By Cris

Fabinho Modas

Cadastre Seu Email e Ganhe Brindes

Seguidores

Arquivo do Blog